Eletrecidade estástica!


ELETRICIDADE ESTÁTICA
Enviado por Rafael Lima (CPD)
A eletricidade estática é um fenômeno causado pelo atrito de materiais isolantes (como o carpete e o solado do seu sapato e o ar seco). Esse atrito faz com que os elétrons sejam "arrancados" da superfície de um dos materiais e armazenado em outro corpo (o seu corpo) e que quando encostado a um outro corpo (humano ou não) se descarrega violentamente causando a pequena faísca (relâmpago). Você pode observar esse fenômeno também nos carros (é muito comum levar choque ao descer de carros no inverno, quando o ar está muito seco) e caminhões (por isso que nos caminhões o tanque de combustível têm uma corrente de ferro arrastando no chão para descarregar as cargas elétricas que se aparecem devido ao atrito com o ar), quando no inverno você retira a sua blusa de lã também você consegue ouvir uns estalinhos (devido às faíscas). Essa eletricidade estática pode alcançar alguns milhares de Volts, mas a carga geralmente é pequena e só causa susto. Entretanto, essa descarga pode danificar equipamentos e componentes eletrônicos que são muito sensíveis à eletricidade estática (por exemplo o seu computador).

A acumulação desta energia estática pode produzir consequências como a insônia, sensação de ansiedade ou tensão. Entretanto, existem alguns métodos que podemos utilizar para eliminar a eletricidade estática do corpo, que expomos a seguir.

Utilizar roupas de fibras naturais:
Em algumas ocasiões, ao colocarmos uma roupa notamos que se produzem umas leves faíscas e uma sensação de um choque leve em partes do corpo. Isso acontece devido aos tecidos de fibras acrílicas que, ao roçar com nosso corpo, geram eletricidade estática. Para eliminar esse fenômeno devemos utilizar tecidos naturais como o algodão ou linho. Outro cuidado é não utilizar blusas ou outras peças de roupa de lã, pois com a movimentação do corpo estas roupas ajudam a acumular uma grande quantidade de eletricidade

Os sapatos devem ser com sola de couro:

Nosso corpo é um excelente condutor de eletricidade, portanto, absorvemos eletricidade da atmosfera que, em seguida, passamos para o chão através de nosso corpo. Para evitar que essa eletricidade fique "circulando" por nosso organismo, devemos usar calçados cujas solas sejam revestidas de elementos condutores dessa eletricidade, como é o caso da sola de couro, que permite que a carga elétrica se descarregue para o chão.

A água é boa condutora de eletricidade:

Uma boa ducha ajudará na liberação dessa energia estática acumulada durante todo o dia. A água é condutora da eletricidade, portanto, ao entrar em contato com nosso corpo levará a energia que possa haver nele para a terra.

Camas sem metal:
As camas que contêm estruturas metálicas são suscetíveis de captar a eletricidade que geram alguns aparelhos elétricos que possam haver no quarto, como a TV, o rádio-despertador, etc. As estruturas metálicas se carregam e logo transportam a energia para o corpo humano. É recomendável utilizar camas de estrutura de madeira e colchões de látex, fibra de coco e outras fibras naturais.

As luzes do dormitório:

Também para diminuir a possibilidade de que se gere eletricidade estática no ambiente podemos desconectar as luzes elétricas do quarto ao ir dormir. Dessa forma, evita-se a acumulação desnecessária de eletricidade estática no ambiente durante a noite.
Uma solução rápida:

Para descarregar de uma forma rápida e eficaz uma sobrecarga de eletricidade estática do corpo, apoie os pés descalços sobre uma prancha metálica. A superfície metálica absorve a energia e a conduz para terra.


O estresse:

O estresse também é um dos fatores que pode determinar que se agrave essa situação de angústia produzida por uma sobrecarga de eletricidade estática. O estresse é uma resposta do organismo frente a uma situação de perigo. Nestas situações o corpo reage de diferentes maneiras: o coração pulsa mais forte, os sentidos se aguçam para aumentar o estado de alerta. Mas o que, em princípio, poderia ser considerado como uma situação normal do organismo frente a uma situação de perigo, que desaparece como sintoma, quando cessa a causa, pode converter-se em uma situação permanente, que se instala no organismo, afetando o sono, o apetite, causando, inclusive, enfermidades.

Para evitar, na medida do possível, que o estresse se instale em nosso organismo, devemos aprender a programar nossas atividades, delegar responsabilidades, fazer imediatamente tudo aquilo que se possa fazer e esquecer-se do que não se pode realizar. São medidas simples, mas que podem ajudar de uma forma efetiva.

Para evitar de levar um choque ao tocar nas pessoas ou ao abrir portas, leve uma moedinha de cobre no bolso (de 1 ou 5 centavos) e descarregue a eletricidade armazenada no seu corpo através da moedinha, segurando-as entre os dedos e tocando a fechadura ou uma torneira.
 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carroças com tração animal!

primeira peregrinação pela ferrovia do Contestado